sábado, 15 de dezembro de 2012

Um ano na velocidade da luz!



No dia 15 de dezembro de 2011 eu decidi que precisava de um blog. Eu tinha a ideia doentia de cuspir a depressão na cabeça de transeuntes desavisados, como se espalhando essa maldita ela doeria um pouco menos em mim. Eu só queria mesmo era que o mundo soubesse que não, eu não estou bem, a tristeza estava prestes a explodir minha caixa torácica e eu estou gritando de dor. Gritando aqui nesse lugarzinho onde minha infelicidade tem tons de poesia e a depressão parece um show bonito de se ver.

Um ano de Le Blog e 19991 visitas. Cada texto foi lido em média 155 vezes. Cada texto foi sangrado 155 vezes . Ou desprezado. Criticas negativas me foram jogadas na cara por desconhecidos, amigos e familiares e eu aprendi a inspirar expirar uma, duas, três vezes, as bochechas vermelhas e os olhos transbordando: o jogo continua e nem uma bola de ferro cravejada por lanças afiadas pode me parar agora. Não agora, depois de quase 60 sessões de terapia, incontáveis cartelas de Lexapro (ficarão felizes em saber que desse amigo eu me livrei!) e a cabeça fervilhante de histórias e ideias e essas palavras tão clichês sobre a falta de felicidade (ou ela própria), o mundo e a vida.

São as grandezas da humanidade que me intrigam e tentando conhecê-los, entendê-los, vivê-los, escrevo. E descubro que não sou a única: tanta gente no mundo com uma punhadinho de tristeza entupindo a garganta, pesando no peito e tendo que ouvir "deixa de besteira, você é tão jovem, vá viver a vida". Escrevo para vocês também. E escrevo para os novos leitores, sempre em busca de trechos que definam seu momento. Escrevo paras os que queiram saber da minha vida, já que tudo sou eu e eu estou em cada linha. Escrevo para quem quer que seja que esteja interessado em sentir minhas palavras - uma vez me disseram que meus textos não são para serem lidos, mas sentidos. E eu sinto, sinto em demasiado.

Um ano de Le Blog e 19991 visitas. Eu estou em cada uma dessas quase 20 mil leituras e isso me faz inflar feito um balão tamanha a minha felicidade!  Estou me tornando quem eu sou e vocês fazem parte disso tanto quanto eu. Então, por fim, meu obrigada a todos os traficantes de coragem; obrigada por me mostrar que não é preciso ter medo: a estrada é escura e tortuosa, mas o caminho é o certo.














Primeiro texto publicado aqui
To me enchendo de tudo que me faz bem

Os textos mais lidos em 1 ano
Um Singelo Obrigada por Existir

E os menos lidos, embora não menos queridos




P.S.: o Le Blog tinha 19991 visitas quando eu escrevi o texto de aniversário, lá pelas 8 da manhã. Agora já passa das 20mil!

4 comentários:

  1. Parabéns Camila,
    vida longa ao seu blog.

    Você escreve de tudo e com todos os sentimentos e muito bem.
    A depressão aflora mais tudo isso.
    Mas ela não tudo.

    :)




    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao blog!
    Sempre vi aqui muita criatividade, um manejo todo especial com as palavras e aquela pitadinha considerável de depressão, como você mesma já disse. rs'
    Espero que continue escrevendo mais e mais e que haja cada vez mais visualizações, mais seguidores, mais comentários, tudo de melhor mesmo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Camila,

    meus parabéns atrasados ao Le Blog, espero que ainda esteja valendo!

    Imagino o quão gratificante isso seja pra você!

    E quem disse que da dor não pode surgir alguma coisa boa? Tá ai...seu blog!

    My best regards!

    ResponderExcluir