sexta-feira, 2 de março de 2012

Maria-fugiu-das-outras



Se eu pudesse eu seria uma maria-vai-com-as-outras, dessas que são mais outras do que Marias. Me desculpem os individualistas solitários, os descolados à paisana e hipsters com seus óculos sem lente, mas eu sempre quis fazer parte do rebanho. Seguir as pegadas no meio dessa lama toda, fazer o que já foi feito. O certo. O previsível. O pedido. Ser só mais uma pessoa-caminhão-de-ovo nessa estrada esburacada, alagada e cheia de pedra, que a gente chama de Vida. O pedágio é caro e à noite é perigosa.

Queria era ficar suuuper empolgada com aquela balada suuuper irada que vai rolar findi que vem e não ter que ficar inventando desculpas por ter passado o sábado à noite em casa. Sabe o que é? O periquito da minha vó morreu, pobrezinho! Não sabia que sua vó tinha um periquito. E não tem. É que nem sempre eu tô num dia comercial de absorvente, para ficar ouvindo como eu sou velha, como eu deveria aproveitar minha vida e "como assim você ficou em casa num sábado à noite?", só porque eu preferi ficar em casa com um livro. Um livro que vale por sete vadiazinhas de balada descendo até o chão e oito panacas-sou-gostoso-vem-cá secando meus peitos inexistentes.

Acontece que eu sou Maria e as outras são as outras, as outras nao me interessam. Sou Maria Madalena chorando arrependida por ter abandonado o bando, voltando inteira para o rebanho que eu sou. Não que eu seja o sonho de valsa da caixa de bombom, mas por que ir com as outras se eu me tenho bem aqui? Não sei quem inventou essa babaquice de que se adorar mais do que ao resto mundo é um defeito. "Fulaninha s-e-a-c-h-a" certa ela, querido, você deveria fazer o mesmo: se achar a pessoa mais gostosa do mundo, se achar na vida, se achar o próprio significado da vida, ao invés de perder tempo achando o caminho das Outras.

4 comentários:

  1. perfeito Camila !

    também sou uma maria-fugiu-das-outras, sempre fui ! as vezes me sinto culpada, será que deveria estar seguindo as outras ? mas essa culpa logo, logo passa.

    Nossa, seu texto fala sobre amor próprio e eu acabei de postar no meu facebook umas frases do oscar wilde, em que ele diz:

    "Amar a si mesmo é o começo de um romance para toda a vida e amar a si mesmo é o começo de uma aventura que dura a vida inteira."

    Continue assim ! :D

    ResponderExcluir
  2. Livros e filmes no sábado à noite são os melhores. Ontem fiquei em casa para assistir "Rocky" e terminar de ler "Primeiras estórias", do Guimarães Rosa. Sem desculpas: hoje tinha uma corrida às nove da matina. Melhor do que balada.

    Beijo.

    ResponderExcluir