quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Da série: O que eu faço da porra da minha vida?

Todas as quintas (ou quartas, terças, sextas - quando der tempo e eu tiver saco), teremos uma sessão ~ rapidinhas com o leitor ~. Enviem suas perguntas, comentários, xingamentos, elogios e chocolate ao leite para o email came.123@hotmail.com e tenham todas as suas dúvidas respondidas e publicadas.

"Dei no primeiro encontro, sou puta? Será que ele tá pensando que eu sou puta?"

A melhor maneira de definir alguma coisa, pelo menos para mim, é partir do príncipio do que ela não é. E puta não é a mulher que deu porque estava com vontade, com tesão. Encontrou o cara na balada e rolou aquela química que te faz querer partir pro físico, comer a pessoa inteirinha. Comer com o corpo. É. Deve ser o cheiro. Aquele cheiro que te fez querer dar loucamente pro garçom que te atendeu no bar a noite passada - cad cerveja na mesa, alguns pelinhos em pé.

Acho que puta é um estado de espiríto. Puta não é uma saia curta demais, um decote até o umbigo, experiência sexual de uma prostitua velha. Às vezes a menina é virgem, ou não, sei lá, você não conhece a fulaninha, você não faz ideia se ela já colocou um pau na boca, mas ela é puta, putérrima. Tá no olho, tá na fala, tá no jeito que ela anda. Não precisa estar na roupa, está na cara da pessoa.

Tesão não é putaria. Tesão é aquilo que você sente. Tesão é instinto, aquele instinto animal de preservação da espécie. Você quer perpertuar essa raça de merda. Tesão é vontade de dar. Dar para aquele corpo que te faz sentir um arrepio atrás do joelho. Dar muito. Tesão é o encontro das mãos incendiando os sentidos, pondo o sexo em brasa.

"Ah tá, querida, muito bonito esse discurso todo do desejo pegando fogo, coisa e tal. Mas e o que ele vai achar de mim?". Rola aquele clichezão de livro de auto-ajuda do tipo "Mulheres Lindas e Poderosas": se o cara te acha uma puta, só porque você proporcionou a ele uma noite louca de sexo selvagem e sem compromisso, então, meu amorzinho, ele não é homem certo pra você. Manda o cara pastar, porque é isso que essezinho merece: uma vaca. "E o que é o cara certo?" Sei lá. O dia que eu encontrar algum, eu o descrevo pra vocês.

E se a menina for puta, qual o problema? Tem menina que escolhe ser gostosa, tem aquela que escolhe ser burra. Tem menina que escolhe ser dona de casa, e tem aquelas que escolhem ser macho. A gente tem a arma mais poderosa do mundo no meio das pernas e nem sabe. A mulher bem resolvida consegue dominar o mundo com a xoxota bem depilada.

7 comentários:

  1. Além do mais, os caras se esquecem que além da pessoa do sexo feminino dando pra ele no primeiro encontro, tem ele lá comendo no primeiro encontro. E isso nunca faz dele um puto, certo?
    Ai mundinho hipócrita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o cara come todas e vai pra cama no primeiro encontro, ele é o fodão. Mente fechada dá nisso.

      Excluir
  2. minha pergunta é: qual seu objetivo de vida ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. essa é uma boa pergunta. Atualmente, meu objetivo de vida é evoluir naquilo que é a única coisa que eu sei/gosto de fazer: escrever. E aí saem esses textos super nada a vê. Mas a gente só aprende se fizer, né?
      Qual seu objetivo de vida?

      Excluir
    2. não sei, achar um objetivo

      Excluir
    3. esse é um bom objetivo. Só não enlouqueça tentando.

      Excluir
    4. parece que eu e voce vivemos grandes desilusões amorosas e estamos com dificuldade em supera-las, pena que não moro mais aqui se não a gente se ajudava

      Excluir