segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Com maionese.

- Você perdeu mais ou menos ele?
- Eu não perdi nada. A gente não perde o que morre antes de nascer ou o que não era nunca pra nascer.
- Então por quê você ainda tá chorando?
- Porque eu queria ficar triste e perder completamente a fé na humanidade e passar dias vivendo de chá e bolacha salgada e tudo o que eu consigo pensar agora é em como eu quero morder aquele alface murcho que vem no x-tudo.
- Mas pra quê ficar triste por causa daquele moleque?
- Porque senão eu vou ser igual a ele. Eu vou ser tão rasa e sem vida e sem emoção quanto ele. Eu vou ser tão babaca quanto ele e 70% dos humanóides que eu vejo atuando por aí. E eu não quero ser isso! Eu quero ser cheia de sentimentos dignos de Shakespeare, eu quero ser gente, eu quero ser humana, eu quero levar a sério o arrepio atrás do joelho e acreditar que o amor de verdade vai me fazer ouvir Los Hermanos! Sabia que eu nunca quis mandar uma música dos Los Hermanos pra ele? Não era amor de verdade.
- Olha, eu acho que você tem que parar com isso, erguer a cabeça e seguir em frente.
- E eu acho que eu vou ter uma lumbriga do tamanho da torre Eiffel se eu não comer aquela alface. Com maionese.



P.S.: Não é Los Hermanos, mas eu tô apaixonada por essa voz.

Um comentário:

  1. Camila,
    é minha primeira visita e me encantei só com o layout e a pequena "Tour Eiffel" ali :) o restante só fez encantar mais.
    Belo blog.

    _
    http://e-raumavez.blogspot.com

    ResponderExcluir